Olá!!!
Posso ajudar?

Produtos para cães e gatos, brinquedos para cães destruidores e moderados, camas elevadas e portas de passagem.

Aviso X

0

R$ 0,00

Que pena!

Ainda não há itens em seu carrinho.

Seu cachorro está quente? Pode ser febre! Conheça 5 dicas eficazes para cuidar do seu aumigo

quarta-feira, 9 de março de 2022 21h10min18s America/Sao_Paulo

Por buddytoys buddytoys

Seu cachorro está quente? Pode ser febre! Conheça 5 dicas eficazes para cuidar do seu aumigo

Vocês sabiam que os cachorros podem apresentar temperatura um pouco mais elevada do que os seres humanos? Verdade! No entanto, se o pet estiver quente e possuir sintomas como apatia, nariz seco ou escorrendo, vômitos e diarreia, ele pode estar com febre.

Nesse caso, o mais indicado é levar o seu amigo de quatro patas a um veterinário. Sabemos que nem sempre há acesso adequado e imediato a esse especialista. Por isso, daremos cinco dicas para cuidar do seu cachorro.

Como cuidar de seu cachorro com febre?

A temperatura considerada normal para um cachorro é de 38,5ºC a 39,5ºC. Se o seu cão está apresentando comportamentos incomuns e parece estar mais quente, fique em alerta! Ele precisará de você.

Nesse caso há algumas dicas que você pode seguir para tentar deixar o seu companheiro o mais confortável possível. Vamos a elas?

Mantenha o seu cãozinho hidratado

Assim como os seres humanos, quando os cães ficam com febre, é preciso hidrata-los muito bem. Isso porquê quando o cachorro está febril, sua estrutura corpórea pode estar com algum processo inflamatório.

Dessa forma, as células precisam de água em abundância para efetivar todas as reações químicas necessárias para defender o organismo. Além disso, a água fresca ajuda o corpo a regular a temperatura naturalmente. 

Então, quanto mais água o seu cãozinho beber, melhor! Se o cachorro já tiver esse hábito ou gostar de chupar gelo, dê preferência. Pois, quanto mais gelada a água, mais facilidade o corpo terá em regular a temperatura.

Refresque o cachorro com esponja ou pano umedecido

Quando ficamos com febre, normalmente uma das primeiras opções para baixar a temperatura corporal é tomar um banho bem gelado. 

No caso dos pets, a água gelada pode ser uma forma de controlar a temperatura. Logo, uma boa opção é passar uma esponja ou pano umedecido com água gelada para refrescar o seu cachorro. Os melhores pontos são: as axilas, virilhas, focinho e patas. 

Depois, você pode secar o animal com jato frio do secador ou deixa-lo em frente ao ventilador.

Não dê remédios sem prescrição do veterinário

Quando um animalzinho fica doente, é muito comum ouvir amigos, parentes ou mesmo ler na internet que alguns medicamentos podem melhorar. Mas em hipótese alguma trate o seu pet sem prescrição do médico veterinário.

Os cachorros costumam ter um peso muito menor do que o nosso, e isso significa que toda a dose de medicamento deve ser precisamente calculada para não ocorrer uma superdosagem. É muito comum casos de bichinhos que vem a óbito por ser medicado de forma incorreta.

Sabemos que na ânsia de ajudar o seu cãozinho, pode passar pela sua cabeça medica-lo com remédios, mas em hipótese alguma faça isso.

Caso a febre não diminua, leve o cachorro imediatamente ao veterinário

Se você perceber que o seu cãozinho continua apático, leve-o diretamente a uma clínica veterinária. Chegando lá, pergunte ao especialista se ele conhece um termômetro que tire a temperatura sem contato invasivo com o animal, pois isso pode estressa-lo e amedronta-lo ainda mais.

Não são todos os lugares que conhecem o Termômetro Termopet da Buddy Toys. Esse aparelho para cães possui tecnologia de ponta - traz eficácia e precisão de temperatura - é de fácil manuseio e, em apenas um segundo, apresenta seu resultado.  Além disso, é super higiênico, porque não tem contato direto com o cão, evitando contaminações.

Vale lembrar que se você tiver um amigo ou parente veterinário, pedir ajuda à distância a ele nem sempre é a melhor opção. O exame físico é essencial para chegar a um diagnóstico correto.

Cuide da alimentação do seu cão!

Quando o seu pet fica doente, é normal que ele recuse as refeições ou até mesmo vomite após comer. Se esse for o caso do seu cachorro, fique ainda mais atento às refeições que está oferecendo a ele. 

Se você oferece petiscos diariamente, confira se eles não possuem uma taxa elevada de sódio ou até mesmo muitos corantes e conservantes artificiais. O ideal é que você opte sempre pelo que contém a menor quantidade de componentes possível. 

As rações seguem a mesma regra. O ideal é que sejam livres de corantes e conservantes e não possuam alta taxa de sódio. Uma boa ideia é sempre pedir recomendações para o veterinário, de preferência um que seja especialista em nutrição animal. Caso esteja em dúvida em relação a qual ração dar ao seu pet, veja também o artigo das 10 melhores rações para cães de 2021.

Cuide bem do cãozinho!

Ter um cachorro é se responsabilizar por uma vida. Por isso, esteja sempre atento às vacinas anuais do seu bichinho. Estaremos torcendo por uma boa recuperação!

 


Referências

www.portaldodog.com.br

www.audoro.com.br